/ Ciência

Ser ou Não ser Livre? Genótipo, Fenótipo e Destino- Parte 1

O Genótipo corresponde a 15% do nosso destino Os outros 85%, correspondem ao Fenótipo e são passíveis de mudança…

Com a finalidade de garantir a Evolução do Espírito na matéria, algumas condições são pré-configuradas pelos Anjos do Destino: o Corpo Físico que será utilizado, o ambiente, a sociedade, a família que nos acolherá…Todos os detalhes são escolhidos de forma a oferecer o que o Espírito, recém chegado na matéria, necessita para garantir sua Evolução no plano terrestre. 

Nesse contexto, existe a parte cármica, sem livre-arbítrio, e a parte “livre”, onde temos a chance de interferir. A parte cármica é dada pelo Genótipo (herança familiar ou genética)  presente no Núcleo das células. O Genótipo corresponde a 15% do nosso destino. Nele não temos como interferir, daí a denominação de carma ou destino maduro. Os outros 85%, correspondem ao Fenótipo e são passíveis de mudança, de acordo com nosso Interesse e Vontade. Nessa parcela do Fenótipo reside o potencial de livre-arbítrio, portanto, é onde vale a pena investir nossas energias produtivas e criativas.

A estrutura celular associada ao Fenótipo é a Membrana Celular. Por meio de sua atividade seletiva filtramos o conteúdo nutricional das células. A qualidade da constituição do organismo depende desse fator seletivo. Analogamente, isso vale para todas as impressões coletadas do ambiente que nos rodeia. A efetuação dessa seleção de forma eficaz envolve a faculdade do Discernimento.

 A Membrana Celular está intimamente relacionada à Mente, através da qual exercemos nossa Capacidade de Discernir. Daí se vê a importância de investirmos na manutenção do equilíbrio e na correção dos distúrbios mentais (incluindo o emocionalismo, as preocupações e a perda de foco) , isto é, assim o faremos se quisermos evoluir.

Maus hábitos emocionais ou mentais são as causas reais de grande parcela das enfermidades que nos atingem. Eles sinalizam a maneira incorreta de conduzir a existência. Isso se dá de forma voluntária ou por negligência, indiferença, ou ainda por omissão. 

Somos os únicos causadores do estado saudável ou de doenças e sofrimentos. 

Os encadeamentos das relações de Causa e Efeito determinam o Destino.

 O Destino é o efeito final das causas acionadas na linha do tempo.

O Fenótipo, por meio do qual se pode interferir no Destino, relaciona-se tanto aos condicionamentos (traços de comportamento herdados dos nossos antepassados ou que trouxemos de vidas passadas) como também às interações que realizamos desde o nascimento. Essas interações se dão através de trocas entre o mundo interior (Alma) e o mundo exterior (corpo).

Quanto maior o intercâmbio com o mundo exterior, maior a chance de desenvolvimento da Alma.

É bom deixar claro, entretanto, que as trocas às quais nos referimos são as que se dão no mundo real. O mundo virtual, bem como as relações virtuais, não proporcionam o desenvolvimento da Alma. No ambiente virtual ocorre um fenômeno de padronização da linguagem, de empobrecimento da imaginação e de passividade perante a vida.Há uma invasão de imagens pré-fabricadas. Portanto, o ambiente virtual degenera o Fenótipo. A apatia e a preguiça, que representam a recusa em Viver a Vida, também são estimuladas por essa condição e inevitavelmente levam ao atraso Espiritual. 

Tudo o que é vivido  pelo Corpo Físico, quem aprende é o Espírito.

Apesar de todos os desafios atuais, para o bem da nossa evolução e da evolução do todo, devemos investir na postura afirmativa e criativa perante a Vida.

Mantendo a Mente Fluídica, em estado de adaptabilidade, encarando com aceitação e leveza todos os acontecimentos ofertados pela vida, aprenderemos a ser como crianças e teremos a chave para entrar no Reino dos Céus, o Lar do Espírito, onde mora a liberdade do ser humano.

Vinde a mim as criancinhas, pois delas é o Reino dos Céus.

QUE AS ROSAS FLORESÇAM EM VOSSA CRUZ!

Posts recentes

Categorias

Arquivos

Design por: Maurilio Souza | Programado por: Loooping

X