O Coração: O Senhor do Amor

“Somente ama aquele que consegue se sustentar sobre seus dois pés” (Annick de Souzenelle).

Aquele que se movimenta livremente em direção ao outro, tem o poder do Amor. Aquele que ama incondicionalmente tem Consciência da Liberdade.

Amar ao próximo como a si mesmo

Inicialmente podemos amar as células do coração, pois estão irrigadas pelo calor da Divina Essência Espiritual (sangue), que circula em cada centímetro do nosso corpo, pelo próprio Poder do Amor. Podemos sentir sua presença pulsante, vitalizando o corpo físico e conferindo o incansável ritmo ao coração. O Fogo é o elemento do coração, o impulso inerente ao sangue, e nos convida a levar Amor, movimento, oxigênio e liberdade à intimidade profunda do Ser.

Amar sobre todas as coisas

No coração a Harmonia Divina é plena e quando optamos por vencer as polaridades inerentes à materialidade, podemos vivenciar possibilidades de fraternidade, verdadeiras epifanias que nos encaminham para comunhão com o Cristo. Trilhando o caminho da harmonia, um dia chegaremos à estatura do Filho do Homem, que se entregou em sacrifício por Amor à humanidade e que reina e reinará por todos os tempos.

“O Amor nunca falha ”

disse-nos Paulo na sua Epístola aos Coríntios, e comprovamos isto constantemente quando permitimos que o Amor assuma o poder que impulsiona nossas ações. Quando subjugamos as imperfeições, colocando-as no Altar dos Sacrifícios para serem imoladas em favor do Espírito, a serenidade e a harmonia retornam ao Coração, sede da Luz do Cristo e do Amor.

A candura é indispensável para fazer brilhar a Luz do Amor. A força sutil do Amor irradia a todos por igual, aquece o coração de quem a recebe e nutre a fonte de quem generosamente a oferta

Que o Amor reine em nossos corações.

Desejamos que: As Rosas floresçam em vossa Cruz!

Posts recentes

Categorias

Arquivos

Design por: Maurilio Souza | Programado por: Loooping

X