/ Cura Saúde

O AJOELHAR-SE E OS JOELHOS

Regida por Capricórnio, essa articulação nos faz lembrar a responsabilidade de Viver, de saber por que e para que estamos neste mundo; percebendo o que fazemos de fato, para manifestar nossa presença na realização da tarefa que nos foi encomendada.

Regida por Capricórnio, essa articulação nos faz lembrar a responsabilidade de Viver, de saber por que e para que estamos neste mundo; percebendo o que fazemos de fato, para manifestar nossa presença na realização da tarefa que nos foi encomendada.

Quanto mistério guardado nela, quanta evolução acontecida nessa área do nosso corpo.

 Nosso caminhar tornou-se flexível na medida em que  fomos adquirindo: a capacidade de olhar com generosidade para nossas crenças, com bondade para nosso próximo e diminuindo as ânsias de poder e de controle. Essa articulação do membro inferior nos ajuda a expressar, no movimento, a leveza do coração e permite que o verdadeiro Amor possa acontecer nas relações.  

Voltamos os olhos na sua direção, de maneira geral, quando dói.  Seja metaforicamente, ou seja, física e efetivamente.  Os joelhos constituem um verdadeiro “alerta” na nossa vida.

Saberemos em que área da nossa existência precisamos pôr nossa maior atenção (localizando a Casa de Capricórnio no nosso mapa e onde Saturno se encontra) e quando não o estamos conseguindo.  Eles nos contam da flexibilidade, adaptabilidade e presença colocada perante cada uma das experiências em que nos vemos envolvidos. Permite-nos saber em que medida estamos obedecendo os apelos do Pai; pois os joelhos, gritam em dor quando não O escutamos.   Então, caímos (de joelhos) em humilde oração, a procura da orientação do nosso Deus Interno, para ajustar nossas ações e aliviar as nossas dores.

 Supliquemos com devoção,  diuturnamente, o olhar benévolo do nosso Pai, para que nosso passo seja justo, para que nosso pé seja leve e preciso sobre a Terra a nós herdada, para que se torne caricia sobre sua superfície,  para agradecer a Vida que flui por nossas veias e por cada centímetro do nosso Ser. Assim poderemos finalmente colaborar com o Nosso Amado Mestre no cuidado e manutenção da nossa Casa e para poder retornar à Casa do Pai, com as mãos plenas dos frutos colhidos durante nossa caminhada.  Com as rosas florescidas sobre nossa Cruz.

Posts recentes

Categorias

Arquivos

Design por: Maurilio Souza | Programado por: Loooping

X