Metanóia-Transmutando o Estado Lunar- Parte I

A Metanóia, modificação radical do estado mental, relaciona-se à solarização da consciência, à ultrapassagem do estado lunar. Ao superar a influência do Corpo de Desejos, a Mente governa o Corpo Físico com a colaboração da sabedoria do Coração e toma suas decisões em favor do Espírito. A consciência solarizada passa a viver em conexão com o plano divino.

 O primeiro passo em direção à nova consciência é o amplo entendimento sobre os diferentes aspectos da personalidade, que é uma pálida sombra do que realmente somos. Acionando mecanismos de defesa, a personalidade visa basicamente a preservação da vida física. Por isso é limitada ao plano da existência material. 

 A personalidade é uma vestimenta do Espírito, temporária e insuficiente. Representa apenas uma exteriorização limitada e reduzida de uma realidade sutil, que está muito além da nossa mais fértil imaginação.  

Nossas principais capturas, referentes à personalidade, consistem nas demandas materiais e no apego à matéria, ambos relacionados ao signo de Touro, e nas cicatrizes emocionais que trazemos na psique, típicas do signo de Câncer. Touro e Câncer, marcados pelas águas do ressentimento, guardam profundas resistências à transformação mental. Esses dois signos, referentes às casas 2 e 4 do Zodíaco, respectivamente, criam verdadeiros entraves à subida ao hemisfério superior do Tema Natal, onde se conquista a semelhança a Deus.

Touro se deixa embriagar pela beleza visível aos olhos, presente no ambiente que ele decora para agradar os seus sentidos. Com forte resistência, deseja preservar a arquitetura do belo e investe também na preservação da beleza do Corpo Físico. Câncer busca constantemente a sensação de segurança emocional. Ambos relacionam-se à fixação de forças conservadoras, que abominam mudanças (muitas vezes imperceptíveis e imprevisíveis) no modo de ser e estar e ancoram a Mente nas forças lunares de coesão cristalizante.

As forças lunares perpetuam os condicionamentos adquiridos na vida,

 constituem entraves e congestionam o fluxo da vida, com secreções psíquicas.

 Uma vez que tomamos consciência desses desafios, inerentes a todo o ser humano encarnado, o primeiro passo a ser dado rumo à Consciência Solar  é o Perdão. Sim, o Perdão. Devemos PERDOAR SEMPRE os defeitos dos nossos irmãos ainda presos na personalidade, assim como nós mesmos.

A falta do Perdão nos retém na frequência da vingança e do ressentimento. Se agirmos assim, permaneceremos atolados em emoções negativas. Dessa forma, a Consciência Crística (Solar), que a tudo perdoa, jamais será alcançada. 

A partir da atitude de perdoar irrestritamente, de forma ativa e positiva, sem resíduos, deixamos de perder tempo com picuinhas e pirraças relativas à personalidade.

 O Perdão Irrestrito libera o fluxo da Vida.

É um passo decisivo para a Metanóia. 

Entretanto, a capacidade de Perdoar de forma profunda e sincera apresenta severos desafios: o Perdão não costuma ser um ato espontâneo, o ressentimento é mais comum no ser humano. 

O Perdão deve ser conquistado pelo Entendimento e pela Vontade, 

inspirados no exemplo de Cristo. 

 Aproveitemos o período que antecede o Natal para meditarmos sobre o nascimento do Cristo Interno e reforçarmos o exercício da Vontade (atributo do Espírito), com a finalidade de transformar a Mente de forma radical e profunda: a Metanóia.

Esse é um momento onde a Irradiação do Amor se torna perceptível aos sentidos físicos. Essa ocasião guarda, porém, uma tensão relacionada à perseguição de Herodes ao menino Jesus, prestes a nascer. Essa tensão reflete a  personalidade criando resistências ao nascimento da Consciência Crística na manjedoura do Coração. Recomendamos, portanto, a máxima vigilância nesse período.

Que as Rosas Floresçam em Vossa Cruz!

Posts recentes

Categorias

Arquivos

Design por: Maurilio Souza | Programado por: Loooping

X