/ Astrologia

Libra 2021- Cultivando o Impulso Amoroso

Regido por Vênus, Libra é o signo da Celebração do Amor. Em Libra, casa 7 do Horóscopo, há uma oportunidade para o desenvolvimento da virtude soberana: transformar o inferno em Céu.

Trata-se de um convite para sairmos de nós mesmos e irmos em direção ao outro, esse outro nos espelha, evidenciando nossos defeitos e pode colaborar com nossa evolução espiritual na medida em que nos empenhamos na autocorreção e no cultivo do Impulso Amoroso.

Desde tempos remotos até os dias atuais, o ser humano visa aprender a amar, no entanto devido ao egoísmo na maioria das vezes cristaliza ódio, frustando o objetivo da evolução. O Amor, o mais elevado ideal humano, sem o qual não se pode viver, foi substituído pela luxúria, um pecado capital diabólico e degenerativo.

Onde a brisa do Amor não chega só resta aridez! A humanidade vive hoje um estado de desencontro, de cisão com o mundo real, abandono, solidão e de demência (causada basicamente pela adulteração da energia sexual).

 Aquário signo também aéreo, representa a promessa do Amor Fraternal, do encontro entre as Almas. A entrada na  Era de Aquário requer uma preparação Espiritual e Mental. Nela, o Amor será um produto destilado da inteligência e do discernimento.

Vênus pervertida acaba transformando a magia do amor em jogos libidinosos (manipulação de desejos). A presença de Netuno no signo de Peixes (2013 a 2026) conduz à falta de discernimento ainda maior. O resultado é a  perversão (fantasias delirantes voltadas para a satisfação da natureza inferior), que inevitavelmente nos conduz ao sofrimento e à escravidão. Entre os filmes que retratam as profundezas da perversão psíquica do ser humano destacamos Dogville (Lars Von Trier) e A Fita Branca (Michael Haneke).

O mundo da Matrix  representa a vida em estado vegetativo.

Já o Impulso Amoroso, é diretamente proporcional à Vontade de estar Vivo

Esse Impulso Amoroso representa o Reino de Deus dentro de nós, que existe desde os primórdios da humanidade, mas foi, entretanto, pervertido. Não está mais dado, portanto é necessário reconquistá-lo através do cultivo das relações (casa 7).

Durante esse período em que o Sol transita pelo signo de Libra, vale a meditação a respeito desse Primordial Impulso, colocando em prática o que Libra nos traz de melhor: a capacidade de manutenção do constante equilíbrio e reciprocidade nas relações.

 Enquanto Áries, seu oposto complementar, nos impulsiona a decisões egóicas e precipitadas, Libra responde com ponderação e cordialidade.

A casa 7 é uma verdadeira arena de combate. O “outro”, aqueles com quem nos relacionamos com mais intimidade (sociedades, matrimônio, amigos íntimos …),  nos mostra os defeitos que mais nos incomodam. Passamos a competir com ele (o outro) e até a odiá-lo. Só há uma saída: o discernimento. Saber que esses combates acontecem dentro da própria Mente. O exterior apenas reflete nosso mundo interno.

 O bom combate é o “autocombate” (que visa a autossuperação) mas não com o outro. Curando a Mente o resto vem por acréscimo. Em Virgem 2021 falamos sobre o adestramento Mental. Há que se fazer uma metanóia (mudança do estado mental), migrando da mágoa, do ódio e dos ressentimentos para a manutenção da alegria, da vontade de Viver, e ,assim, dar Vida ao que nos rodeiam. 

Tornando-nos menos competitivos e mais cooperativos, podemos iniciar o processo de Evangelização da Consciência, que constitui o único caminho para viver a casa 7 de maneira frutífera e ascender ao Hemisfério Superior do Zodíaco, onde o ser humano pode viver a Semelhança com Deus.

 A consciência Cristificada libera o Impulso Amoroso para Sua manifestação.

 Para que Essa Consciência se manifeste se faz necessário decidir, com todas as fibras do coração, amar a Deus sobre todas as coisas. Amar é autossacrifício, o sacrifício dos nossos desejos egoístas, para que Deus possa manifestar-se através de nós. 

Deus é Vontade Pura, que precisa se expressar.

Amar a Deus é desejar a Luz-Verdade sobre todas as coisas. 

Dois filmes que retratam o cultivo do Impulso Amoroso são: Bagdá Café e A Festa de Babete. Em ambos a Vontade do Pai Celeste exerce uma transformação, através das protagonistas, que expressam essa Vontade. Os personagens são sensibilizados e permeados de beleza, alegria e harmonia. 

 A pergunta a ser feita é: O que a Vida espera de mim? Amar a Verdade é retirar o véu das ilusões, é verter a energia criadora no caminho certo, parar de fazer concessões e recuperar a dignidade do Poder Criador. É ter sede e fome de ajustamento à Ordem do Universo, dando ao mundo material o seu devido lugar e valor, de forma a ser utilizado apenas como um instrumento temporário para se fazer o Bem. 

Aprendendo a dar sem compromisso, gradualmente a Vênus pervertida será regenerada e o Impulso Amoroso tornar-se-á fonte geradora de Vida. Para nos nortear rumo a Esse Amor, dadivoso, generoso, lembremos as palavras do Mestre Cristo-Jesus: 

Eu vim para que as Ovelhas tenham Vida e a tenham em abundância;

 Vós sois meus amigos. Quando dou algo, a mim mesmo me dou.

Pensamento-semente bíblico para esse mês: Conhecerás a Verdade e a Verdade vos libertará.

Que as Rosas Floresçam em Vossa Cruz!

Posts recentes

Categorias

Arquivos

Design por: Maurilio Souza | Programado por: Loooping

X