/ Orações/Rituais

Hoje é dia de Cura! Curar ou Sarar

Cristo é a Incorporação do Principio de Sabedoria, e na mesma proporção em que o Cristo nasça em nós, alcançaremos a Saúde” Max Heindel

Como a grande maioria das pessoas não faz distinção entre curar e sarar, não será demasiado explicar a diferença que consiste principalmente em haver ou não haver cooperação do paciente. Uma pessoa pode sarar outra com massagens ou drogas. Nestes casos, o paciente mantém-se passivo, como o barro nas mãos do oleiro. Não há dúvida de que com tais tratamentos podem desaparecer as afecções e o doente restabelecer-se, mas em geral seu restabelecimento é apenas temporário porque não foram levadas em conta as causas reais da enfermidade; o doente não compreendeu que a doença é a conseqüência da violação das Leis da Natureza, sendo provável portanto que continue fazendo as mesmas coisas que fazia e como resultado a doença poderá retornar.

A “cura” é um processo físico. “Sarar” é radicalmente diferente porque neste caso se exige que o paciente coopere espiritual e fisicamente com quem cura. Para esclarecer este assunto, nada melhor do que estudar a vida e as obras do nosso Mestre, o Cristo. Quando as pessoas iam a Ele para serem sanadas, não esperavam ser submetidas a nenhum tratamento físico porque sabiam que sarariam pelo poder do Espírito. Elas tinham confiança ilimitada nEle, o que era absolutamente essencial, como podemos observar nos incidentes registrados no Capitulo XIII do Evangelho segundo São Mateus, onde se diz que o Cristo foi para o meio das pessoas entre as quais Jesus, o possuidor original do corpo, havia morado em sua juventude. Tais pessoas não viam mais do que o homem exterior e diziam: “Não é este Jesus o filho de José? Não estão conosco seus irmãos?” Elas acreditavam que nada de grandioso poderia sair de Nazaré e as coisas foram feitas de acordo com a sua fé, pois lemos que “ali não fez grandes obras devido à falta de fé”. Mas a fé sem obras é morta e em todos os casos em que Cristo sanou alguém, essa pessoa tinha que fazer alguma coisa: tinha que cooperar com o Grande Médico, antes que a sua cura se efetuasse. Dizia Ele: “Estende a tua mão”, e quando a pessoa assim fazia, sua mão ficava sanada. Dizia a outro: “Toma o teu leito e anda”, e quando isso era feito, desaparecia a enfermidade. Ao cego mandou: “Vai e banha-te no lago de Siloé”, ao leproso: “Vai ao sacerdote e oferece o teu donativo”, etc.. Em todos os casos havia necessidade da cooperação ativa da parte daquele que desejava ser sanado. Eram simples pedidos, mas tais como eram, tinham que ser atendidos e a obediência auxiliava o trabalho do Sanador.

Que as Rosas Floresçam em Vossa Cruz! 

Retirado do Livro Princípios Ocultos de Saúde e Cura

O Ritual de Cura deve ser lido com a mente concentrada e o coração pleno de devoção.

Uma vez por semana a Lua ingressa em um signo cardeal (Áries, Câncer, Libra e Capricórnio). Nesses dias específicos são oficiados os Rituais de Cura em todo o planeta. Nessas datas você deverá ler o Ritual de Cura, que se encontra no Livreto Azul de Rituais e Orações. 

As respectivas datas de cura estão disponíveis no Site da Fraternidade Rosacruz.

Posts recentes

Categorias

Arquivos

Design por: Maurilio Souza | Programado por: Loooping

X