Cristianismo: A escolha pela Lei do Amor-PARTE II

Só é possível superar o estado de egoísmo que se encontra enraizado em nossa natureza inferior e que constitui a causa de todos os males com os quais nos deparamos hoje através do Cristo Interno.

A personalidade toma a frente nas decisões enquanto o Cristo aguarda silencioso. A personalidade visa unicamente a auto-preservação, egoísta e autoritária, não apenas do corpo físico, mas principalmente de ideias e condutas frente à realidade que se apresenta. É lamentável observar os seres humanos vivendo em  conflitos e discórdias vãs, simplesmente para defender seus pontos de vista e suas opiniões, vibrando no ódio, nas maledicências e no desamor.

Enquanto prevaleça a Personalidade a Luz de Cristo permanecerá oculta.

Longe de ser algo inatingível, a Força Crística reside dentro de nós. Como um fermento, essa Força de natureza Altruísta está trabalhando em estado de latência no coração de todos os seres humanos. Com a persistência em fazer o bem, no devido tempo esta Força Crística se manifestará, mas para que isso se realize é necessário um Sacrifício

O Sacrifício exigido não consiste em conduzir animais ao holocausto, como faziam os antigos atlantes com ovelhas ou novilhos. O sacrifício exemplificado por Cristo envolve  nossa própria “carne”, a Natureza Inferior, a personalidade, em favor do Espírito. O Sacrifício legítimo (da personalidade) não tem garantias ou recompensas, contudo faz parte de uma inclinação natural e amorosa em fazer o bem; De aceitar e realizar, assim como Cristo a Vontade do Pai Celeste, cujo principal objetivo é que evoluamos sem cessar e que aprendamos a amá-lo, e assim possamos amar uns aos outros.

Caminhando na Luz, como Ele na Luz está, seremos fraternais uns com os outros. 

Tendo o Cristo como guia, lenta mas seguramente, caminharemos em direção ao Altruísmo. Esse Impulso Crístico nasce de uma fonte íntima, dentro de nós e pode tornar-se mais forte que o corpo e triunfar sobre os desejos egoístas. 

O pré-requisito nesse processo é a renúncia da nossa vontade pessoal em favor da Vontade do Pai. Aliada à suprema Lei de Consequência (vide Conceito Rosacruz do Cosmos), a Lei do Amor trazida por Cristo-Jesus, representa um direcionamento da Alma rumo ao aperfeiçoamento do Espírito em sua jornada pela Terra. 

Cristo veio para reunir a todos em paz e boa vontade, de maneira que os seres humanos, voluntária e conscientemente,

sigam a Lei do Amor.

QUE AS ROSAS FLORESÇAM EM VOSSA CRUZ!

Posts recentes

Categorias

Arquivos

Design por: Maurilio Souza | Programado por: Loooping

X