/ Astrologia

Aquário- Unidade Divina e Gloriosa Mãe Planetária

” Só quem ama desenvolve ouvidos de ouvir e habilidades para compreender as estrelas” Olavo Bilac

Aquário é o signo de natureza fixa e do elemento ar. Está relacionado com a Região Etérica do Mundo Físico e com as forças vitais que animam nosso plano de existência. Aquário representa o Amor vibrando de forma mais pura, sem restrições. 

Para Aquário o tempo não é linear e a distância entre os pontos do espaço tem as propriedades da Luz. Ele nos traz a consciência de que estamos sempre no mesmo lugar ao mesmo tempo, possibilitando a transcendência da crença no tempo cronológico, o qual por sua vez, associa-se a um estado de consciência mineralizada. 

Aquário é associado à liberdade e o eixo Leão-Aquário é ligado à expansão e à potencialização do Ser. A fim de nos tornarmos livres criadores faz-se necessário, porém, em primeiro lugar, o foco na solução dos problemas reais da vida. Em seguida, vem a libertação do falso poder, associado ao signo de Leão e, finalmente, a dedicação ao sagrado, a Santificação da Existência, ao caminharmos em direção ao signo de Peixes.

Urano, seu planeta regente, representa o Estado de Oração, no qual todo o universo acontece dentro de nós, na nossa vida interior. Ao mesmo tempo, Urano relaciona-se à demolição de padrões, às ações revolucionárias e escandalizantes, não tolera hierarquias e combate as forças conservadoras. Urano mostra que o Amor e a Loucura são inseparáveis.

O ponto de partida

para adentrar na dimensão das forças espirituais

 é o Coração. 

No entanto, o coração, sede do Amor e da consciência, é também a sede do orgulho. Assim sendo, todas as relações amorosas já se iniciam sendo condenadas pelo pecado capital do orgulho.

 Quando o Sol transita pelo signo de Aquário, somos convidados a olhar para a integração do Ser. O Ser integrado entra no Fluxo do Devir e transforma o orgulho em dadivosa celebração da vida. 

O mito Parsifal, descrito no Mistério das grandes Óperas, de Max Heindel, elucida o caminho de integração do Self, representando também o caminho do aspirante Rosacruz. A figura do rei, com uma ferida incurável, evidencia que o poder leonino, narcísico e egoísta, leva necessariamente à degeneração. Já a figura da Kundry apresenta o Feminino decaído, presente nos homens e, principalmente, nas mulheres.

 Enquanto o Feminino não se espiritualiza, ele 

é a maldição da humanidade!

Uma analogia ao Feminino como maldição pode ser feita com o planeta Vênus, especialmente quando posicionada no signo de Peixes, onde apresenta enorme poder de enfeitiçamento, tornando-se extremamente sedutora, encantadora e parceira das trevas eróticas. Quadraturas entre Marte e Vênus representam Herodes e Salomé, que são harmônicos de Klingsor (o mago negro) e Kundry (a serva da libido animalizada).

 O aspecto venusiano, do feminino degenerado, já foi abordado cinematograficamente em várias obras. Entre elas, recomendamos A Favorita, Perdas e Danos e Trama Fantasma, as quais mostram que a beleza feminina tem poder ilimitado, tanto para gerar a vida quanto para degradá-la. 

Parsifal 

nos conduz à substituição do amor pelo poder pelo 

Poder do Amor.

Parsifal 

é uraniano,representando a fusão entre 

Marte e Vênus.

Ao final da Ópera Parsifal, Kundry renasce regenerada e de prontidão para servir. O Feminino regenerado é o ponto de ligação entre Leão e Aquário e de reintegração entre Marte e Vênus. 

Parsifal, 

ao  resgatar o Feminino, lhe restitui o poder de 

conceber a Luz em todos os Mundos. 

A Vida provém da Unidade Divina. Cristo, o Senhor do Amor, da Verdade e da Vida, representado astrologicamente pela união entre Sol (Leão, Calor) e Urano (Aquário, Luz), é o caminho para essa reintegração. Sem o Cristo, a chama do nosso Espírito esmorece. Cristo deve ser adotado irrestritamente como modelo de vida e projeto de existência.

Cristo Interno

é o Sumo Sacerdote, que preside o altar consagrado à

 união do Amor. 

O Casamento Místico entre Marte e Vênus, dentro de nós, florescerá também externamente. É a mulher que dará a Luz a esse Amor quando o homem agir como Homem.

 O Feminino, resgatado e liberto, tornar-se-á

 a Gloriosa Mãe Planetária!

Posts recentes

Categorias

Arquivos

Design por: Maurilio Souza | Programado por: Loooping

X