/ Astrologia

Aquário 2022: Rumo à Transcendência

O convite para esse ano é integrar imanência e transcendência, buscando ao mesmo tempo a estruturação da vida e a conexão à Vertical, à Vontade do Pai.

Neste ano o Sol entra em Aquário com um cenário desafiador: a quadratura entre Saturno e Urano, localizados em signos fixos. Enquanto Saturno visa manter a integridade do mundo físico, Urano, regente de Aquário, representa o barqueiro que nos leva do mundo visível ao invisível Reino Etérico.

Representado pela imagem de Aguadeiro dos Céus, Aquário é o signo que relembra nossa origem divina. A capacidade intuitiva, a ousadia e o Amor Fraternal, que lhe são característicos, fazem de Aquário o signo que pode nos conduzir à libertação.

  Saturno representa o rigor da Lei e da Consciência. Capricórnio nos leva ao topo da montanha do mundo visível (casa 10). Para chegarmos à casa 11 de Aquário e desenvolver as qualidades desse signo é preciso, entretanto, superarmos as paralisantes e debilitantes trevas dentro de nós, a nossa prisão pessoal.

 O primeiro passo é vencer o medo e o peso da existência, cumprindo-se responsabilidades e deveres saturninos e, ao mesmo tempo, mantendo vivo o Espírito da Fé (Vide Capricórnio 2022: Dever com Leveza). Para isso é preciso desenvolver olhos que vêem além do plano material. Isso se dá através do cultivo do Espaço Interior da solidão, onde a Alma se desenvolve. 

O Espaço Interior da Alma é criado a partir do silêncio voluntário dos automatismos intelectual (Mercúrio) e imaginativo (Lua). Silêncios que brotam dentro de nós a partir de um  treinamento de atenção e observação.

A Alma que silencia pode transformar-se em Real Buscadora da Verdade. Com princípios éticos e força moral bem sedimentados (Leão),

 pode-se ir além das convenções (Aquário).

 A quadratura entre Saturno e Urano (ambos regentes de Aquário), localizados nos signos fixos Aquário e Touro, guarda também uma promessa de desenvolvimento anímico. Essa quadratura pode trazer mudanças profundas e duradouras, se as oportunidades apresentadas pelo destino forem bem aproveitadas, como por exemplo a atual pandemia. 

A pandemia impôs à humanidade nova ordem de valores materiais e sociais. Estamos colhendo agora os frutos amargos do materialismo, do egoísmo e da violência contra a natureza. Em consequência, a face do mundo vem se transformando e urge adaptarmo-nos às novas exigências. O que era sólido, seguro e definitivo ontem, vemos hoje escoando pelas mãos. As relações humanas sofreram também grande impacto. Subitamente fomos convidados a um baile de máscaras. Será que já não as usávamos há muito tempo, buscando esconder a hipocrisia que nos acompanha há séculos?

A liberdade só é possível no seio do Amor e da Verdade.

Os signos fixos são representantes das Forças Desejantes. Quadraturas que envolvem esses signos, são um convite a reavaliar a trajetória da nossa Alma, naturalmente movida por Desejos. 

A questão é saber desejar: ao silenciarmos os desejos mundanos passamos a nutrir o Cristo dentro de nós e a partir daí, gradualmente sutilizamos a natureza dos desejos e começamos a almejar os Tesouros dos Céus.

Aquário, por ser um signo altamente intuitivo, nos conecta com a Vertical. O ingresso do Sol em Aquário esse ano é um convite a saltar a um Futuro ainda desconhecido, buscando a imagem e semelhança a Deus dentro de nós. 

Que possamos nesse mês solar de Aquário superar as forças reativas e conservadoras (lunares) que dominam a existência e vibrar na sintonia do Amor (solar), que ultrapassa as barreiras do tempo e do espaço. 

O Amor que Cristo nos ensinou, oposto à possessividade e ao desejo de poder, ao mesmo tempo liberta e nos une numa grande Fraternidade Universal.

Que as Rosas Floresçam em Vossa Cruz!

Posts recentes

Categorias

Arquivos

Design por: Maurilio Souza | Programado por: Loooping

X