/ Cristianismo Rosacruz

Cristianismo: a escolha pela Lei do Amor-PARTE I

A fim de livrar a humanidade do egoísmo e do desamor, Cristo se fez carne no corpo de Jesus e nos trouxe a Boa Nova: a Lei do Amor e a possibilidade da redenção dos pecados.

As Leis Jeovísticas conduziam a humanidade visando a preservação da forma e a sobrevivência dos mais aptos. Eram rígidas e impiedosas. A fim de livrar a humanidade do egoísmo e do desamor, Cristo se fez carne no corpo de Jesus e nos trouxe a Boa Nova: a Lei do Amor e a possibilidade da redenção dos pecados. Temos, porém o livre-arbítrio de escolher e de viver segundo essa Lei, tendo Cristo como guia.

Deus criou todos os seres e aos seres humanos deu a liberdade de fazer escolhas. A  humanidade, dominada pelo materialismo, vem exercendo seu livre-arbítrio de maneira equivocada há muitos séculos. Hoje encontra-se atolada num rio de lágrimas e sofrimentos. Por um simples motivo: a carne tem propósitos distintos do Espírito. A Mente é senhora das escolhas que fazemos, contudo continua sendo dirigida pela nossa Natureza Inferior. O coração permanece mudo diante da tirania da Mente. Como resultado, nitidamente  privilegiamos a “carne” em detrimento do Espírito. 

A humanidade seria então a única responsável pela sua história? 

Sem dúvida, pois Deus respeita as escolhas humanas.

 Deus está crucificado na liberdade humana.

O conflito entre “carne” e  Espírito é retratado de forma brilhante por M. Scorsese em seu filme A última tentação de Cristo. Em Touro 2021 vimos que esse signo, responsável pela manifestação do Espírito na matéria, deveria favorecer essa manifestação, entretanto opera opondo-se às necessidades do Espírito. A força que lhe é característica vem sendo utilizada de forma egoísta e predadora, ao invés de ser colocada a serviço do Amor. Nós, enquanto humanidade, ainda adoramos o “Bezerro de Ouro”, como faziam os antigos Atlantes. E estamos pagando um preço elevadíssimo por isso: a humanidade encontra-se enferma

a Forma prosperará e derrubará todos os obstáculos, 

sem a menor consideração pelos demais.

Conforme a humanidade prospera no processo civilizatório, a religião torna-se mais humana e harmoniza-se com ideais mais elevados. Quando o ser humano se inclina para condutas éticas e estéticas, sendo mais amável no trato com os demais, o impulso não vem do corpo, mas de outra fonte, que reside dentro de cada um de nós. Essa fonte é o Cristo Interno.

Em seus três anos de ministério aqui na terra no corpo de Jesus, um ser de elevada estatura espiritual, o Arcanjo Cristo trouxe-nos os ensinamentos necessários para nos salvar das malhas do trevoso egoísmo e nos conduzir em direção à Luz, que é Amor. Manifestou seu Divino Poder curando os enfermos por meio da Fé de cada um, deixando claro que o Poder Curador, que  provém diretamente do Pai, o Grande Médico, reside dentro de nós. Sua conduta impecável, com uma vida dedicada a despertar a Consciência dos que os seguiam e ao serviço em favor dos desvalidos, de obediência ao Pai Celeste e de humildade, culminando com o Sacrifício na Cruz, segundo a Vontade do Pai, é realmente o norteador que se faz necessário para a nossa evolução aqui na Terra.

Não posso fazer nada por mim mesmo: conforme ouço, escolho

 e minha escolha é justa porque não procuro a minha vontade,

 mas a Vontade do que me enviou.

Que as Rosas Floresçam em Vossa Cruz!

Posts recentes

Categorias

Arquivos

Design por: Maurilio Souza | Programado por: Loooping

X